25/01/2020 ~ 12:53
Início Autores Posts por Canal Tech

Canal Tech

172 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Positivo lança linha de chromebooks voltados ao aprendizado

A Positivo Tecnologia Educacional acaba de anunciar sua nova geração de Chromebooks, com os novos N2110 e N2112. Segundo a fabricante, estes produtos foram criados especialmente para o ambiente escolar, pois facilitam as atividades pedagógicas, a adoção de novos métodos de ensino, mais acessos a materiais diversificados, e o compartilhamento de conteúdo entre os alunos, como vídeos pelas portas de conexão USB-C.

O Chromebook N2110 tem processador Intel Celeron, 4 GB de RAM, armazenamento de até 32 GB, tela de 11.6” HD e câmera frontal 720p HD rotacional em 180°. Já o N2112 é um modelo 2 em 1, que pode ser usado tanto no modo notebook ou como no tablet, já que sua tela tem rotação em 360º e é sensível ao toque, além de ter uma boa resolução. Ele também possui tela de 11.6”, câmera frontal 720p HD e câmera auxiliar para modo tablet, além dos 4 GB de RAM e armazenamento de 32 GB.

Os novos modelos N2110 e N2112 possuem baterias com duração de até 12 horas, que permite a utilização durante o dia todo sem necessidade de recarga, e boot rápido de apenas 10 segundos, o qual otimiza o tempo em sala de aula. É bom lembrar que os computadores são equipados com o sistema operacional Chrome OS, o que lhes garante fluidez e facilidade para operação.


CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

O N2110 é o mais simples da linha, mas tem boas especificações/ Imagem: Positivo

Os Chromebooks vêm com uma alça retrátil que foi inserida discretamente ao produto, mas que facilita e possibilita uma maior segurança no transporte. No campo da proteção, seja ela virtual ou física, nada a reclamar, pois, segundo a fabricante, ambos os modelos são imunes a vírus, graças à proteção antivírus integrada, e também possuem certificação IP4, que garante o funcionamento mesmo em caso de derramamento de líquidos, além de serem resistentes a quedas de até 70cm, características importantes para o ambiente escolar.

O N2112 é mais versátil e pode ser usado como tablet/ Imagem: Positivo

Ambos possuem conectividade USB 3.0, leitor de cartão SD, proteção antivírus integrada e atualização garantida por 5 anos pela própria Google.

Segundo a Positivo, os computadores são compatíveis com outras soluções criadas pela Positivo Tecnologia Educacional, que são voltadas para atender às necessidades em sala de aula. Ambos aparelhos já estão disponíveis para venda em todo o território nacional, com preço sob consulta, uma vez que as vendas são feitas diretamente às escolas.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

OnePlus | CEO diz que smartphones dobráveis ainda não sao bons o bastante

Smartphones dobráveis parecem, pelo menos por enquanto, não encantar o CEO da OnePlus, Pete Lau. Em recente participação em um podcast comandado pelo pessoal do The Verge durante a CES 2020, o executivo mencionou que a empresa não pensa em lançar um aparelho com essas características agora. E mais: ele acha, também, que esta tecnologia precisa evoluir.

Na entrevista, o Lau afirmou que o OnePlus analisou tudo o que está por trás dos smartphones dobráveis. Ele mencionou que os aspectos positivos são superados pelas deficiências ou as desvantagens do estado atual da tecnologia”. Em outras palavras, a empresa não planeja lançar um smartphone dobrável. Pelo menos, não por enquanto.

No entanto, a declaração deixe esperanças para o futuro, pois os avanços nas áreas de tecnologia de exibição podem levar o OnePlus a também fazer um smartphone dobrável. A entrevista também tem semelhança com uma declaração anterior da empresa sobre o carregamento sem fio, que era considerado desnecessário na época.


Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.

OnePlus McLaren é um dos últimos telefones da fabricante chinesa/ Imagem: OnePlus

Notavelmente, muitos exemplos de smartphones dobráveis ​​foram questionados sobre sua viabilidade. O Razr, da Motorola, foi uma exceção, já que Lau o considerou um dos melhores modelos de smartphones dobráveis disponíveis ​​atualmente. Porém, segundo ele, o dispositivo ainda não apresenta uma tela “nítida”. De acordo com o CEO, a tela dobrável de smartphones perde a qualidade da tela OLED plástica, que é a principal razão pela qual Pete Lau ainda não se interessou por estes aparelhos.

Por fim, o CEO da OnePlus também respondeu perguntas sobre a tecnologia da câmera, algoritmos de imagem e o aumento de custo dos smartphones da empresa. Lau afirmou que grandes investimentos estão sendo feitos no departamento de câmeras da OnePlus, enquanto a companhia também está colaborando com os líderes do setor para trazer algoritmos de software para rivalizar com Google e Apple.

Por fim, ele chegou a afirmar que o custo de um smartphone está aumentando à medida que mais recursos estão sendo alojados em uma única unidade, como as lentes das câmeras, que estão cada vez maiores e potentes. Podemos supor então, que os preços dos telefones da OnePlus devem aumentar, mas não tanto, uma vez que a empresa sempre acaba compensando e diminuindo os gastos em outras áreas para não perder competitividade.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix

Listar os melhores filmes de fantasia da história do cinema seria um trabalho enorme e tão pretensioso quanto compor qualquer lista individual. Resumir aos melhores disponíveis em uma provedora de streaming (como o é a Netflix) ajuda, mas ainda assim é uma ambição que nunca vai ter um final 100% feliz. E há um motivo especialmente influente quando se tentar elencar filmes dessa forma: a identificação. Quando se trata de fantasia, tudo ganha outras proporções, porque mexer com o imaginário é algo quase sagrado e é, sobretudo, intransferível.

Pensando nisso, a ideia das minhas listas de cinema geralmente é indicar. Sem a menor pretensão de criar algo exato, definitivo ou qualquer coisa do tipo, os filmes citados e brevemente resenhados mais abaixo servem como indicações para quem não os assistiu ou para quem gostaria de reassisti-los. Para mim, é óbvio que, dentro do catálogo da Netflix, podem ser encontrados outros tão bons quanto, mas, como dito, isso vai depender de questões subjetivas do imaginário e, claro, do gosto pessoal (até por isso a lista é bem diversa).

Sem mais demora e dentro dessa abordagem sem verdades absolutas, vamos à lista dos 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix:


Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!

10. Matilda

 

Começar a lista com um filme tão querido é sempre bom, ainda mais quando esse filme é dirigido de uma maneira que parece abraçar o espectador e por um sujeito que é igualmente apreciado. O que Danny DeVito faz com o roteiro de Nicholas Kazan e Robin Swicord é, aliás, não somente de uma demonstração de carinho enorme pelo cinema, é de uma sinceridade com o livro de Roald Dahl que deixa Matilda com um ar de seriedade tão intenso que, felizmente, nada é condescendente com as crianças. Ao mesmo tempo, o filme fica aberto para o encantamento dos adultos sem duvidar de suas inteligências. De quebra, ainda consegue ser engraçado. Um grande filme.

9. Jumanji

 

Permanecendo em uma pegada parecida (mas nem tanto), Jumanji teve uma recepção morna da crítica em 1995. Isso porque o filme parece mais interessado em ser um game do que manter-se dentro de uma estrutura de roteiro convencional. A meu ver, é justamente aí que o trabalho do diretor Joe Johnston acerta mais, fazendo com que Robin Williams seja o protagonista de uma história que vai ultrapassando fases cada vez mais difíceis até desaguar na rua e modificar o cenário local. Um filme que, ao seu modo, marcou uma geração e que vem sendo repaginado de maneira bem interessante.

8. Tomorrowland: Um Lugar Onde Nada é Impossível

 

Diferente dos muitos filmes comerciais produzidos pela Disney, Tomorrowland: Um Lugar Onde Nada é Impossível tem uma abordagem mais contemplativa do que enérgica e, no geral, está entregue a misturas bem agradáveis de humor e seriedade, ingenuidade e sabedoria, leveza e peso… tudo aliado ao capricho sempre presentes nos filmes dirigidos por Brad Bird. O filme consegue ser nostálgico e demonstrar como são imprecisas as avaliações sobre o futuro. O que virá não se controla. O que se pode controlar é o agora e esse está passando sem parar.

7. O Cristal Encantado

 

Dirigido por magos dos Muppets (Jim Henson e Frank Oz), O Cristal Encantado é cheio de criaturas incríveis. Saídas de troncos de árvores, de um pântano ou da vegetação rasteira, cada ser brilhantemente animado – ainda mais em se falando de efeitos inteiramente práticos – têm claramente vida nos olhos. Isso é fundamental para um filme que assume o seu universo lúdico: acaba por se doar para as crianças de uma maneira capaz de fazê-las chorar de rir (quando o pequeno Fizzgig faz birra essas lágrimas dos pequenos saltam) e conquista a todos com uma beleza muito além da estética.

6. Constantine

 

Outro filme que teve uma recepção bem morna da crítica. Há controvérsias. A verdade (pelo menos a minha) é que Constantine tem um tom tão sombrio – auxiliado por uma atuação de Keanu Reeves deliberadamente sem energia – que o ato de John Constantine fumar enquanto caminha entre demônios e prestes a morrer não acrescenta, apenas fundamenta a pegada hardcore auxiliada pela presença de um Satanás que veste um terno branco e pelo Gabriel andrógino de Tilda Swinton. Um filme que tem seu universo bem delineado e que merece todo o reconhecimento por isso.

5. Sete Minutos Depois da Meia-Noite

 

J.A. Bayona é um diretor de uma intensidade singular. Nada, por mais que seja simples, passa pelo seu olhar sem ganhar contornos instigantes. Contos de fadas mais sombrios, como Sete Minutos Depois da Meia-Noite, nesse sentido, tornam-se intensos a ponto de o peso emocional dominar todo o resultado. O drama aqui, então, acaba por ter alguma dificuldade em encontrar público, dada a pegada com camadas muito além da superficial que pode afastar as crianças menores. Ainda assim, é um filme comovente, que compreende a doença da depressão como poucos e que dá uma boa sacudida… impossível de esquecer por inteiro.

4. Jack e a Mecânica do Coração

 

Romantismo em profusão, bebido d’Os Sofrimentos do Jovem Werther (de Goethe)… gótico, burlesco, entregue a emoções fortes que parecem guiar o todo… Jack e a Mecânica do Coração é uma animação muito diferente das mais comuns e única na forma que lida com cada símbolo. A liberdade com que o roteiro é tratado pela direção de Stéphane Berla e Mathias Malzieu é contagiante e, quando tudo se entrega à grandiosidade, sabe-se que é um exagero fantasioso porque “o essencial é invisível aos olhos” (diria Saint-Exupéry).

3. O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei

 

Épico sem se envaidecer de sua grandiosidade, intimista quando precisa ser, dirigido de maneira cirúrgica por um ainda consciente Peter Jackson, O Retorno do Rei é um dos filmes mais monumentais da história do cinema. E é precedido por outras duas obras que só o engrandecem ainda mais. O Senhor dos Anéis está, em minha opinião, entre as cinco melhores trilogias já realizadas.

2. Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1

 

Os filmes do bruxo de J.K. Rowling foram crescendo com a geração até alcançar, para muitos, uma idade adulta um tanto quanto sombria com o terceiro. Para mim, aquele filme, na verdade, foi uma adolescência dark (sem deixar de ser um excelente filme), porque a maioridade é esse sétimo filme. Introspectivo na medida certa, reconfortante, nostálgico em relação a tudo que os anteriores mostraram, pesaroso com a compreensão do que virá na sequência, essa parte 1 das Relíquias da Morte é dos melhores filmes do seu ano e dos melhores filmes de fantasia e afins realizados no século XXI.

1. O Labirinto do Fauno

 

Guilhermo del Toro consegue unir realidade e fantasia em um filme de uma riqueza imaginativa que tem tanta força que acaba por adulterar o próprio gênero. O Labirinto do Fauno não depende da fantasia ou do mundo real, a compreensão destes que depende do filme. É um trabalho de tanto impacta, de tanta força visual e narrativa que, uma vez assistido, dificilmente será esquecido. Por mais que se tente deslembrar, nada pode ser mais forte do que uma história bem contada e da forma mais extraordinária que alguém poderia o fazer: tornando o mundo uma fantasia à mercê do filme. Uma obra-prima.

Menções honrosas:

Atlantis: O Reino Perdido: Uma espécie de Vinte Mil Léguas Submarinas no reino dos sonhos.

Convenção das Bruxas: Prestes a ganhar um remake, um filme que já é um clássico. Baseado em livro de Roald Dahl – o mesmo que escreveu Matilda.

As Crônicas de Spiderwick: Diverte sem jamais ofender, é infantil na medida certa e é consciente do seu papel.

Encantada: Musical dos mais divertidos que, mesmo longe de ser um primor, faz o roteiro do recente Cats parecer um trabalho escrito por um pombo lobotomizado.

Malévola: Há quem não goste, há quem releve, há quem goste e a quem acredite ser uma metáfora sobre a maternidade e tudo que a envolve.

A Princesa e o Sapo: Das coisas mais lindas que a Disney fez no século XXI.

Um Faz de Conta que Acontece: Seria o bônus Adam Sandler, mas o que ele merecia mesmo era uma indicação ao Oscar por Joias Brutas. De todo modo, Um Faz de Conta que Acontece é mais um filme da Disney na lista… e fica interessante mais do que pode justamente por causa da presença ingênua de Sandler em seu estado mais doce.

Agora, ficam aí os comentários. Como sempre, foi difícil fazer uma lista com um material tão subjetivo, mas tenho certeza que vocês podem complementar e enriquecer tudo. Ficaram filmes de fora, então vamos conversando, debatendo… de repente, aumentando a lista.

Bons e ruins filmes para nós!

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Direto da China, novo vírus misterioso infecta 60 pessoas e mata uma

Os vírus vivem em constante mutação. Geralmente, isso não é problema, porque as variações podem ser pequenas, quase imperceptíveis, até. Mas o problema mesmo surge quando eles sofrem tantas mutações ao ponto de se transformarem em um novo tipo. É nisso que estão pensando as autoridades chinesas, após terem identificado uma doença misteriosa que já adoeceu mais de 50 pessoas na cidade de Wuhan, capital da província da China central. Inclusive, já relataram a primeira morte no país pela pneumonia.

Casos suspeitos do vírus também foram relatados em Hong Kong, na Coreia do Sul e na Tailândia, o que tem aumentado a preocupação das autoridades de saúde pública na Ásia. A infecção é responsável por uma série de problemas pulmonares e pneumonia. Inclusive, sete pacientes estão internados em estado grave.

Por enquanto, a avaliação preliminar de uma equipe de especialistas chineses acredita que o vírus seja uma nova forma de coronavírus, de acordo com a emissora estatal da China, a CCTV. No entanto, a maioria dos coronavírus resulta em sintomas leves, incluindo infecções do trato respiratório superior, como o resfriado comum, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos.


Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!

Com essa classificação, o novo vírus está na mesma família que a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), duas doenças que mataram centenas de pessoas, durante seus respectivos surtos. Vale lembrar que a SARS também começou na China, só que na porção continental, e se espalhou até os Estados Unidos e o Canadá, causando mais de 700 mortes, durante a epidemia de 2003.

De origem desconhecida, novo vírus preocupa autoridades chinesas (Foto: Reprodução/ Every Eye)

Riscos do novo vírus

Até hoje, todos os seis tipos de coronavírus conhecidos — que foram encontrados em humanos — podem se espalhar via contato entre pessoas, explica Leo Poon, médico e professor da Universidade de Hong Kong. “Mas qual é exatamente a fonte do vírus, ainda não sabemos”, explica o professor sobre a possível epidemia.

Com base em seu histórico, os coronavírus podem se espalhar, por meio de tosses e espirros, de acordo com o CDC. Por enquanto, o departamento de saúde da cidade de Wuhan afirma que não há evidências ainda da transmissão desse vírus entre humanos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), por sua vez, alertou para a possibilidade de o novo vírus ser transmitido “de forma limitada de pessoa para pessoa”, lembrando “ser cedo e ainda não existir um quadro clínico claro.”

O problema é que esse período de amostragem é muito curto, já que o surto é recente e, em poucos dias, o país comemorá o Ano-Novo Chinês — evento conhecido mundialmente e que movimenta milhões de pessoas, tanto de fora quanto em migrações internas. Caso os números não aumentem, os especialistas explicam que não há motivo adicional para preocupação.

Já porta-voz da OMS alerta para os eventuais riscos do vírus, após relatos de que ele chegou a outros países. “Estamos nos preparando para a hipótese de contágios em massa. Por isso, estão sendo tomadas medidas de prevenção e controle de infecções para que todos os hospitais do mundo apliquem as precauções habituais”, comenta a diretora interina do Departamento de Doenças Emergentes da OMS, Maria Van Kerkhove.

De onde vem?

O primeiro caso foi descoberto na cidade de Wuhan, dia 12 de dezembro, afirma o departamento de saúde local. Na sexta-feira (10), autoridades de Hong Kong declararam que, até o momento, eram 53 casos de pacientes hospitalizados com febre, infecção respiratória ou sintomas de pneumonia, manifestados após visitas ao local.

Segundo o departamento de saúde de Wuhan, 59 pacientes foram diagnosticados com o vírus até o momento, incluindo sete em estado crítico. Os pacientes continuam em quarentena e 163 pessoas — que estiveram em contato direto com eles — estão sob observação médica. Nessa história, o curioso é que alguns dos pacientes trabalhavam em bancas no mercado local de frutos do mar.

Essa pode ser uma importante pista para descobrir a origem do vírus, já que, caso comprovado, pode ter sido transmitida por alguns mamíferos aquáticos, comercializados no mercado. No entanto, outros animais vivos são vendidos no mesmo local, o que inclui galinhas, morcegos, coelhos e cobras — e são, inclusive, apontados como fontes mais prováveis de transmissão. O risco levantado de infecções vindas de animais, remete à Gripe Aviária, que teve seu último grande surto em 2005.

Em Hong Kong, há um aumento pela procura de máscaras e respiradores descartáveis, materiais comumente usados durante o surto de SARS e que, atualmente, já esgotaram em muitas lojas, como informou a mídia local. As autoridades da cidade também solicitam que aqueles que apresentem febre ou sintomas respiratórios utilizem material de proteção.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados

Toda semana a Anatel libera uma série de documentações referentes a dispositivos analisados pelo órgão e certificados para comercialização dentro do território nacional. Isso é parte do processo que chamamos de homologação, que vira e mexe é noticiado para chamar atenção a um modelo aguardado pelo grande público para chegar às prateleiras.

O Canaltech vai passar a listar com frequência os modelos mais recentes descobertos no sistema, sempre tentando trazer o máximo de informações adicionais de cada aparelho. Esta semana temos, além do já noticiado Galaxy A51, três modelos da Multilaser, um da Red Mobile e um da Philco. E vários modelos que devem ter documentação oficial publicada em breve.

Multilaser: linha E e mais um misterioso

Bateria de 4.050 mAh do misterioso dispositivo da Multilaser (Foto: Reprodução/Anatel)

Os dispositivos certificados da Mutlilaser são o E (S101) e E Lite (S099), já anunciados na Eletrolar do ano passado e à venda atualmente no site da empresa e varejo online. Mais recentemente, também apareceu um S116, com acesso à rede 4G e bateria de 4.050 mAh já certificada. Não encontramos mais informações sobre este modelo, ainda.


Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.

O Multilaser E Lite tem tela de 4 polegadas com resolução WVGA, 512 MB de memória RAM, 16 GB de armazenamento, bateria de 1.150 mAh, câmeras de 5 MP na frente e atrás e roda Android 8.1 Go Edition. Não há informação sobre a plataforma, mas é um modelo de baixo custo para uso simples. Não possui conectividade 4G. Preço sugerido: R$ 329.

Já o E é pouca coisa melhor: a tela aumenta para 5 polegadas FWVGA e a bateria vai para 2.200 mAh. O restante é a mesma coisa do modelo menor. Preço sugerido é de R$ 419.

Red Mobile: Quick 5.0

Quick 5.0 é mais um smartphone básico no mercado (Foto: Reprodução/Anatel)

Outra fabricante brasileira, a Red Mobile também mostrou alguns dispositivos na Eletrolar Show do ano passado, sendo um deles o Quick 5.0, que finalmente recebeu certificação da Anatel. Esse modelo vem acompanhado de vários arquivos no sistema da agência, que nos permite descobrir mais sobre ele sem precisar fazer tanta pesquisa.

O manual é um desses documentos. E lá temos especificações bastante completas, e parecidas com o Multilaser E: tela de 5 polegadas FWVGA com proporção 16:9, plataforma MediaTek MT6580 de quatro núcleos a 1,3 GHz, 8 GB de armazenamento, 1 GB de memória RAM, suporte a redes 2G e 3G, câmera principal de 8 MP e frontal de 5 MP e bateria de 2.000mAh. E roda Android 8.1 Go Edition.

Philco PCS01

PSC01, smartphone intermediário da Philco (Foto: Reprodução/Anatel)

O modelo mais avançado entre os listados recentemente na Anatel — tirando, claro, o Galaxy A51 —, o Philco PCS01 tem plataforma com processador de oito núcleos, 4 Gb de memória RAM e 64 GB de armazenamento interno. É um dispositivo que já podemos classificar entre os intermediários.

A tela IPS tem 5,45 polegadas e usa resolução HD, com bateria de 4.000 mAh para alimentar o aparelho. E as câmeras traseiras têm 13 MP e 2 MP e a frontal tem 5 MP. O dispositivo roda Android 9 Pie.

O que mais vem por aí?

Também pudemos verificar alguns modelos com a certificação em andamento. São modelos que ainda não possuem uma documentação publicada, mas já aparecem no sistema da Anatel. Alguns deles já receberam homologação da bateria, enquanto outros só mostram o número do modelo.

Da Motorola temos o XT 2041, XT2053-2 e o XT2055-2, este segundo possivelmente o Moto E6, de acordo com algumas pesquisas em lojas gringas. Não encontramos nada sobre os dois primeiros.

Também surgiram alguns modelos da LG, de códigos LM-Q630BAW e LM-Q630BMW. Não encontramos nenhuma informação complementar sobre esses modelos, mas são números parecidos com os do Q7 Plus, que é Q610.

E há vários modelos da Samsung no sistema. Os três da linha Galaxy S a ser oficializada no dia 11 de fevereiro já aparecem por lá, seja com bateria certificada, seja apenas pelo número do modelo com homologação em andamento. São eles: SM-G980, SM-G985 e SM-G988. Mas não para por aí. Também tem possivelmente os Galaxy M31, A01 e o novo Fold, que deve se chamar Galaxy Z Fold.

Que lista é essa?

Nenhum produto de comunicação pode ser vendido dentro do território brasileiro sem uma certificação da Anatel. Por isso há tantas notícias sobre homologação presente no sistema do órgão: se o produto recebeu a documentação, é porque existe uma chance grande de começar a ser vendido por aqui. Porém, cuidado: estar homologado não significa que vai chegar às lojas, mas sim que a fabricante pode começar a vendê-lo. A empresa pode mudar de ideia e não colocá-lo no mercado.

Você deve se lembrar que a Anatel tem um sistema que bloqueia o uso dos chamados celulares piratas em território nacional. Não significa que um dispositivo sem selo da agência corre o risco de funcionar, basta que qualquer órgão regulador do mundo tenha analisado e certificado o modelo previamente. Se não foi autorizado em nenhum país, aí é considerado aparelho pirata.

No caso brasileiro, a lista de produtos certificados pode ser vista no Sistema de Certificação e Homologação, disponível no próprio site da agência. São informações públicas que, no entanto, não são tão simples assim de encontrar e compreender. A ideia deste artigo é mostrar o que surgiu de mais recente por lá e trazer mais informações, obtidas por meio de pesquisa.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Apple pode usar 5G mmWave no iPhone e iPad ainda em 2020, diz site

A Apple pode ter encontrado um fornecedor para garantir o funcionamento da rede 5G em seus dispositivos ainda em 2020. Há diversos rumores sobre o fornecimento das antenas para o iPhone deste ano, inclusive um muito recente em que falava-se na possibilidade de a companhia atrasar o iPhone 5G em alguns meses.

Agora, segundo o site DigiTimes, a taiwanesa Advanced Semiconductor Engineering (ASE) entrou no jogo e deve fornecer os chips necessários para a Maçã. Chamada de AiP (sigla em inglês para “antena em um pacote”), a tecnologia também pode embarcar em um modelo premium do iPad Pro de 2020, além do iPhone. E permite o uso da rede mmWave, com ondas milimétricas.

De acordo com as fontes da publicação, os dispositivos da Apple com o 5G devem estar prontos para chegar ao mercado já no segundo semestre deste ano, incluindo o iPad. A imprensa internacional acredita na pequena possibilidade até mesmo de o tablet embarcar a tecnologia de redes móveis mais veloz antes dos smartphones, mesmo que o caminho mais natural seja o contrário: o iPhone trazendo uma nova tecnologia, que chega ao iPad posteriormente.


Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.

“Novas funcionalidades importantes geralmente chegam ao iPhone antes do iPad, mas uma exceção notável foi a terceira geração do iPad receber suporte ao LTE em março de 2012, antes do iPhone 5 em setembro de 2012”, observou o site MacRumors.

Por enquanto, tudo ainda é rumor. Sequer há confirmação de que o iPad tenha uma versão 5G este ano, e a tecnologia não está confirmada nem mesmo para os smartphones em 2020. Teremos que esperar para ver.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Saiba como postar Stories no Facebook Dating

O Facebook Dating, ferramenta de paquera integrada ao Facebook, permite aos usuários adicionar Stories. O recurso funciona como o Stories do Instagram, onde é possível espelhar seus posts em outras redes sociais. Assim, suas histórias também ficam visíveis no perfil de namoro, embora não seja possível postá-los diretamente.

Ao visualizar um Storie no Facebook Dating, você pode reagir à foto e iniciar uma conversa com o contato (vale lembrar que você só pode ver Stories das pessoas com quem deu match).

Como postar Stories no Facebook Dating

Passo 1: abra o Facebook Dating dentro do aplicativo do Facebook para Android ou iOS, e toque sobre o ícone de configurações, localizado no canto superior direito da tela. Em “Geral”, selecione “Conectar Stories”.


Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Facebook Dating: configurando stories (Imagem: Reprodução)

Passo 2: escolha a rede social com a qual você deseja conectar o Facebook Dating (você pode escolher entre Facebook ou Instagram). Você também pode habilitar a publicação automática.

Vincule seus stories ao Facebook Dating (Imagem: Reprodução)

Passo 3: volte para a tela inicial do Facebook Dating e selecione “Adicionar Story”. Depois, escolha o Stories que deseja compartilhar em seu perfil de namoro e toque em “Adicionar agora”.

Adicionar story ao Facebook Dating (Imagem: Reprodução)

Passo 4: caso você queira visualizar um Stories, toque sobre o círculo com a foto de perfil da pessoa, na parte superior da tela de seu smartphone. Para removê-lo, clique no ícone no canto superior direito da tela e escolha “Ocultar este story do Facebook Namoro”.

Ocultar story do Facebook Dating (Imagem: Reprodução)

Pronto. Agora seus Stories poderão ser visualizados também no Facebook Dating.

O que você acha da iniciativa do Facebook de criar um aplicativo de paquera semelhante ao Tinder? Conte pra gente nos comentários.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Netflix traz festival temático em São Paulo com presença de astros da plataforma

Na última sexta-feira (10), a Netflix trouxe uma novidade para os seriemaníacos de plantão. Acontece que a plataforma de serviços streaming vai realizar um evento de 4 dias em São Paulo pra encontrar astros, ficar sabendo de novidades e integrar atividades envolvendo shows da plataforma como Stranger Things, Sintonia e O Mundo Sombrio de Sabrina e filmes como Para Todos os Garotos que Já Amei e Modo Avião. Intitulado Tudum (inspirado no clássico som que a plataforma faz toda vez que um filme ou uma série vai começar), o evento acontecerá entre os dias 25 e 28 de janeiro das 13h às 21h no Pavilhão da Bienal do Parque Ibirapuera.

Foi por meio do canal no YouTube que a plataforma anunciou o Tudum Festival: “Imagina tudo que você mais ama em um lugar só! Segura essa emoção que vem novidade por aí”.

 

O site menciona atrações como o quarto de Lara, de Para Todos os Garotos que Já Amei, a piscina comunitária do Billy e o Mundo Invertido de Stranger Things, o estúdio e a barbearia da série Sintonia e até uma oficina de customização de roupas com base no filme Modo Avião. Vale lembrar que o evento conta com a presença de Noah Ceitneo e Lana Condor, os protagonistas de Para Todos os Garotos que Já Amei.


Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.

 O Tudum Festival, da Netflix, conta com a presença de Noah Ceitneo e Lana Condor

A entrada livre para maiores de 16 anos. Menores de 16 anos devem estar acompanhados dos seus responsáveis legais ou ter um acompanhante com mais de 18 anos autorizado pelos responsáveis. No entanto, de acordo com o site, os ingressos já se encontram esgotados.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Mesmo atrasada, Fitbit supera Apple com sensor de oxigênio no sangue

Depois de quase um ano de espera, usuários de pulseiras e relógios Fitbit finalmente podem começar a monitorar o nível de oxigênio no sangue. De acordo com o site Tizenhelp, a funcionalidade foi liberada em uma atualização de software para modelos da família Versa e também para Ionic e Charge 3.

Ainda em 2019, o CEO da empresa, Jack Park, havia prometido que a funcionalidade seria liberada para todos os usuários no outono, acrescentando que os gráficos de variação de oxigênio no sangue estariam disponíveis em todos os dispositivos com o sensor SpO2. Isso significa exatamente os modelos que agora fazem esse monitoramento.

O usuário pode ver os gráficos pelo app da Fitbit. A empresa, no entanto, alerta que a medição não é totalmente precisa, e que o usuário deve ficar de olho em variações muito grandes, que podem significar problemas respiratórios. Uma pessoa que tem redução significativa de oxigênio em alguns períodos durante o sono, por exemplo, pode sofrer de apneia do sono.


Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.

Estimativa de oxigênio no sangue na Fitbit (Imagem via Tizenhelp)

A atualização está disponível para usuários dos Estados Unidos, segundo o Tizenhelp. Usuários dos modelos Versa, Versa Lite, Versa 2, Ionic e Fitbit Charge 3 relataram ter a nova opção disponível no app, informando a Variação Estimada de Oxigênio.

“A saturação de oxigênio no sangue normalmente varia, mas grandes variações podem estar ligadas a problemas respiratórios. Variação estimada de oxigênio aproxima as mudanças na saturação do oxigênio em seu sangue”, alerta o app.

Uma coisa ao menos é certa, como aponta o site iMore: mesmo que seja uma estimativa, temos certeza que a medição é mais precisa que dos dispositivos da Apple, que ainda não possuem essa funcionalidade. Ela está disponível nas pulseiras Honor Band 5, 5i, Huawei Band 4 Pro e em alguns modelos da Amazfit.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Posts

Fãs criam evento para invadir Sony e trazer Homem-Aranha de volta...

Admiradores do teioso lançaram um evento no Facebook para invadir a Sony e trazer o personagem de Tom Holland de volta para o MCU. A mobilização aconteceu depois da notícia de que o herói não faz mais parte do Universo Cinematográfico da Marvel. O evento criado no Facebook está marcado para acontecer no dia 31 de outubro de 2019 na sede da Sony Pictures Studios. Até o momento, quase 3 mil pessoas estão confirmadas e outras 2.2 mil estão interessadas. O plano dos fãs é simples: “invadir o estúdio vestidos de Homem-Aranha e trazer o nosso menino para casa”. Leia mais... Fonte: Tec Mundo...
Parceria:
Blogging Fusion Blog Directory