28.3 C
Rio de Janeiro
quarta-feira 19,fevereiro,2020 ~ 22:44
Início Autores Posts por Canal Tech

Canal Tech

281 POSTS 0 COMENTÁRIOS

iPhone 12: Apple deve produzir antena 5G própria, mas esbarra em dificuldades

Tudo sobre

Apple



Saiba tudo sobre Apple

Ver mais


O iPhone 12 é esperado para o final deste ano e muitos rumores o acercam, como biometria e câmeras frontais abaixo da tela. Outra funcionalidade muito esperada pelos fãs é a conectividade 5G, já presente na linha Galaxy S20, apresentada recentemente pela Samsung.

De acordo com um relatório da Fast Company, a Apple estaria não só disposta a equipar seu smartphone com a tecnologia, como também projetar a sua própria antena 5G, eliminando assim a opção de usar a solução da Qualcomm, o módulo de antena QTM 525 mmWave.

iPhone 12 também pode ter 4 câmeras traseiras (Imagem: Reprodução/PhoneArena)

Ao que tudo indica, a companhia da maçã trabalha com as duas possibilidades, porém esbarra em dificuldades. A antena própria é mais difícil de projetar por conta do uso de frequências mais altas e processos mais rígidos na fabricação, o que pode adiar os planos de lançamento até o final do ano.

Dois pesos, duas medidas

Outra opção seria uma antena “phased array”, que utiliza duas partes para formar um feixe de sinal e pode ser direcionado eletronicamente em diferentes direções. Contudo, essa saída necessita que o chip do modem e o módulo da antena trabalhem em conjunto para funcionar corretamente, e ter dois componentes importantes desenvolvidos por empresas diferentes é arriscado.

Caso opte em fechar parceria com a Qualcomm, além de pagar royalties à fabricante de chipsets, também poderia resultar em um iPhone mais espesso e pesado do que a Apple gostaria.

Vale ressaltar que a Apple já desenvolveu suas próprias antenas no passado com o iPhone 4, porém não obteve o sucesso esperado, uma vez que o sinal fazia com que chamadas caíssem quando o usuário segurava o aparelho de uma determinada forma.

Fonte: GSMArena  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

DESCONTÃO! Mi 9 Lite, Redmi Note 8 Pro e Note 8 a partir de R$ 909 em até 10x

Tudo sobre


Saiba tudo sobre Redmi Note 8 Pro

Ficha técnica


*IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais.

A Xiaomi se tornou queridinha do consumidor brasileiro por entregar produtos com ótimo fator custo benefício. Não à toa, a empresa foi uma das maiores vencedoras do nosso Prêmio Canaltech, com diversos troféus: melhor wearable com a Mi Band 4 (voto popular), smartphone mais inovador com Mi Mix Alpha (voto popular), marca mais desejada em produtos de casa conectada, e smartphone com melhor custo-benefício, nos votos popular e técnico, com o Redmi Note 7, ficando com 52,7% dos votos.

E os sucessores deste aparelho, Note 8 e Note 8 Pro, estão entre os mais desejados atualmente. Entre os intermediários mais parrudos, tem o Mi 9 Lite, com construção de topo de linha e preço abaixo dos R$ 2.000. Todos eles estão em estoque na Amazon, com entrega rápida e sem complicação para todo o Brasil.

Em outras palavras: você paga direto em reais pelo preço final, sem taxas relacionadas ao processo de importação, recebe o produto rapidinho em sua casa, paga pouco pelo frete (e muitas vezes a entrega é grátis), pode parcelar em até 10x sem juros no cartão de crédito, e ainda conta com a Garantia A a Z, que o protege contra eventuais contratempos envolvendo o envio ou o estado do produto recebido. O site pode ser acessado em qualquer navegador, usando qualquer tipo de dispositivo.

Sobre o Redmi Note 8

“O Redmi Note 8 amplia a proposta do Redmi Note 7 na questão de câmeras, portanto se você quer economizar mas ainda assim é um fã de fotografia, opte por ele para ter resultados mais interessantes”, Adriano Ponte, analista de produtos do Canaltech.

O Redmi Note 8 é o aparelho para quem gosta do melhor custo benefício. Um intermediário equilibrado, com boa construção e ótimas especificações, o dispositivo agrada a vários públicos um tanto quanto exigentes, incluindo quem gosta de jogar casualmente pelo celular e quem aprecia um bom conjunto de câmeras.

Com uma tela IPS LCD de 6,3 polegadas e resolução Full HD+, o aparelho da Xiaomi tem por dentro o poder do chipset Snapdragon 665, que tem processador de oito núcleos, bateria de 4.000 mAh (com suporte a carregamento rápido) e opções com 3 GB, 4 GB e 6 GB de RAM, além de 32 GB, 64 GB e 128 GB de armazenamento, além da possibilidade de expandir a até 256 GB via cartão microSD.

Na traseira, você tem aqui uma câmera quádrupla, com os seguintes sensores: wide de 48 megapixels, ultrawide de 8 MP, macro de 2 MP e sensor de profundidade com mais 2 MP. Então você consegue tirar fotos com o smartphone que até parecem terem saído de uma câmera profissional, e ainda grava vídeos em 2160p a 30 quadros por segundo, em 1080p a 30, 60 ou 120 fps, e em 720p a 960 fps. Para selfies, a câmera única oferece 13 megapixels com HDR e gravação em 1080p a 30 fps.

Pontos fortes: ótimo desempenho e duração de bateria.

Opções para comprar o Redmi Note 8 no Brasil:

Sobre o Redmi Note 8T

O Note 8T tem pouca diferença em relação ao modelo mais básico da família. De vantagem, ele traz o suporte ao NFC, carregador mais veloz, de 18W, já incluso na caixa e acesso à banda 28 das redes móveis, ou seja, ele se conecta ao 4.5G brasileiro. De resto, tem mesma aparência e hardware do outro modelo.

Ou seja, a tela IPS LCD tem 6,3 polegadas com resolução Full HD+, o chipset é o mesmo Snapdragon 665, com processador de oito núcleos, a bateria tem 4.000 mAh e as opções de memória incluem 4 GB de RAM e 64 GB ou 128 GB de armazenamento, com possibilidade de expansão via microSD para quem quiser ainda mais espaço para salvar muitos jogos, fotos e vídeos.

O conjunto de câmeras também é o mesmo, a saber: sensor principal de 48 megapixels, aliado a um sensor grande-angular de 8 MP, outro macro de 2 MP, e um sensor de profundidade com mais 2 MP. Para selfies, a câmera frontal única oferece 13 megapixels. A gravação de vídeos tem suporte à resolução 4K.

Pontos fortes: ótimo desempenho, NFC e carregamento rápido.

Opções para comprar o Redmi Note 8T no Brasil:

Sobre o Redmi Note 8 Pro

Versão mais parruda e voltada para o mais exigente, o Redmi Note 8 Pro tem foco principalmente em gosta de jogar muito no celular. O smartphone tem o chipset MediaTek G90T, desenvolvido especialmente para aguentar o tranco na jogatina, além de trazer sistema de refrigeração para garantir o bom desempenho e autonomia da bateria, que tem 4.500 mAh.

O dispositivo tem tela IPS LCD de 6,53 polegadas com resolução Full HD e opções de 6 GB e 8 GB de RAM, além de 64 GB e 128 GB de armazenamento — expansível a até 256 GB via microSD. O conjunto quádruplo de câmeras na parte traseira combina sensores wide de 64 MP, ultrawide de 8 MP, macro de 2 MP e sensor de profundidade de 2 MP, contando com HDR e flash LED duplo, e conseguindo gravar vídeos em 2160p a 30 fps, ou em 1080p a 30, 60 e 120 fps. Já a câmera frontal única oferece 20 MP com possibilidade de gravação em 1080p a 30 fps.

Pontos fortes: desempenho incrível, ótima duração de bateria e bom conjunto de câmeras.

Opções para comprar o Redmi Note 8 Pro no Brasil:

Sobre o Mi 9 Lite

“O Mi 9 Lite é uma opção tão interessante quanto os Redmi mais bem vendidos do momento, porém entregando uma proposta mais ‘premium’. Pense nisso na hora da escolha”, Adriano Ponte, analista de produtos do Canaltech

Este dispositivo chegou ao mundo de maneira oficial em setembro de 2019. O Mi 9 Lite é um modelo que fica entre o Mi 9 e o Mi 9 SE, considerando suas características gerais de hardware e o preço. Esse smartphone tem tela AMOLED com 6,39 polegadas e resolução Full HD, chipset Snapdragon 710, com processador de oito núcleos, auxiliado por 6 GB de memória RAM e 64 GB ou 128 GB de armazenamento. A bateria tem 4.030 mAh. Como citado anteriormente, este modelo fica posicionado entre o Mi 9 e o Mi 9 SE, oferecendo tempo de autonomia melhor que ambos. É um intermediário bastante justo, ainda mais considerando seu preço.

O conjunto de câmeras inclui três sensores na traseira, sendo um com 48 MP, outro com 8 MP, e o terceiro com 2 megapixels. A câmera frontal tem 32 MP. Os vídeos saem em 4K, também.

Pontos fortes: ótimo conjunto geral e construção de topo de linha.

Na Amazon, você encontra o Mi 9 Lite nas seguintes opções e preços:

Está interessado em outro produto da Xiaomi? Veja a lista com mais ofertas na Amazon!

Mas por que o preço varia na Amazon?

Para produtos da Xiaomi, a Amazon.com.br funciona com o sistema de marketplace. Isso significa que são vários vendedores anunciando um mesmo produto, e cada um oferece pelo seu preço, como um leilão. Você pode escolher aquele que for mais conveniente, seja pelo preço do produto, seja pelo frete e prazo de entrega.

Esses vendedores estão espalhados por todo o Brasil, e dependendo da proximidade com a sua localização, pode ter o frete mais interessante para você, totalizando um valor final que acaba ficando melhor do que o daquele que tem o menor preço, mas taxa de entrega mais cara.

5 motivos para comprar um Xiaomi

Xiaomi levou nada menos que 4 troféus do Prêmio Canaltech 2019

Existem várias razões para você escolher um smartphone de uma marca específica. Mas a Xiaomi traz ótimas vantagens em relação aos concorrentes que é interessante ter em mente ao escolher um dos modelos da marca:

Custo-benefício: o mais importante, certamente, é a relação entre o que é cobrado pelo aparelho e o que ele entrega. Os dispositivos da Xiaomi são ótimos e têm especificações excelentes.

Tecnologias de ponta: nada de produtos com recursos ou componentes do passado, a Xiaomi lança smartphones com o que tem de melhor no momento para cada categoria.

Sistema operacional: a Xiaomi usa o Android, mas criou uma interface por cima que muda totalmente o funcionamento do sistema do Google. A MIUI é amada pelos usuários por oferecer funções e customização quase sem limites. Além de aparência atraente, que o aproxima do visual do iOS da Apple, como você pode verificar na imagem acima.

Garantia: ao comprar um Xiaomi na Amazon, você tem toda a segurança de uma gigante varejista ao seu lado. São 3 meses para troca do aparelho em caso de defeito de fabricação e ajuda da Amazon no caso de seu produto não chegar no tempo estimado. Também tem direito à devolução por arrependimento até 7 dias do recebimento, além de poder desistir da compra caso não seja o produto que esperava. Você pode conferir as regras aqui.

Estoque no Brasil, sem taxas: além de toda essa proteção da Amazon, comprar com a varejista também te evita as dores de cabeça de aguardar um processo de importação. Todos os produtos anunciados no site já têm estoque para pronta entrega no Brasil, e não terão cobrança de taxas adicionais. Você paga o valor que aparecer no carrinho na hora da compra, e pronto.

Sobre a Garantia de A a Z

Para não ficarem dúvidas em relação à garantia da Amazon.com.br, vamos explicar melhor como funciona. Como você viu, a varejista funciona com um sistema de marketplace, ou seja, vendedores independentes ou lojas menores anunciam os produtos na Amazon, e ficam encarregados de faturar e despachar o produto assim que você realiza o pagamento.

No caso, se seu produto não chegar em até 3 dias após a data limite apresentada no ato da compra, ou 30 dias depois de o pedido ser feito (o que vier primeiro), você pode entrar em contato com a Amazon para entender o que está acontecendo. Ou no caso de o produto estar danificado quando chegar em sua casa, ou não ser aquele que estava anunciado.

Além disso, você também pode entrar com uma solicitação da Garantia de A a Z no caso de entrar em contato com o vendedor e ele não te responder em até dois dias úteis.

*O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no Telegram para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Crítica | A Hora da Sua Morte não é tão interessante como poderia ser

O terror tem seu próprio tipo de espectador: quem gosta do gênero (e não é muito exigente) geralmente é capaz de suspender crenças e se divertir com quase qualquer história mais ou menos bem contada. É por isso que esse gênero tem tantas fórmulas que se repetem exaustivamente ao longo dos anos. Às vezes, só queremos ver novas mortes em contextos diferentes (e aqui há espaço para questionarmos sobre a banalização da violência, mas esse é um tópico para outro texto).

Os filmes mais comerciais do gênero, no entanto, contentam-se com alguns sustos e evitam brincar muito com o estômago dos fãs, criando uma espécie de versão soft do subgênero splatter (que consiste em ter uma trama voltada para o surgimento de mortes bastante gráficas, repletas de sangue e violência). A Hora da Sua Morte parece encaixar-se nesse subgênero, com um gore bastante suave, daquele tipo que dá uma agonia, mas termina rápido o suficiente para não precisar desviar o olhar.

Como se fosse um eco de Premonição (James Wong, 2000), A Hora da Sua Morte lida com a ideia de que não é possível escapar do seu destino e de que qualquer tentativa de fugir dos seus momentos finais será recompensada com algum castigo macabro.

Atenção! A partir daqui a crítica pode conter spoilers.

Obviedades

Quando falamos de filmes que, querendo ou não, enquadram-se em gêneros específicos com muita clareza, queremos dizer que a obra faz uso de fórmulas de roteiro, perfis de personagens, estrutura narrativa e o que mais possa criar as características necessárias para dar ao espectador treinado todas as pistas. Isso, embora possa deixar a trama óbvia demais para o gosto de algumas pessoas, serve como uma linha guia para os fãs de terror: a estrutura pode ser idêntica às de muitos outros filmes, mas o que importa em um splatter, as mortes, essas devem surpreender.

Imagem: Diamond Films

A Hora da Sua Morte é o primeiro longa de Justin Dec, que assina roteiro e direção demonstrando ter muito conhecimento sobre a fórmula aplicada, mas pouca criatividade (ou liberdade para colocar as ideias em prática). A primeira morte demonstra que, assim como em Premonição, o assassinato é causado por algo completamente sobrenatural e aparentemente onipotente. O recurso é excelente, pois abre espaço para que as mortes possam ser tão bizarras quanto o desejado, mas dificilmente veremos barreiras sendo forçadas em um filme com apelo comercial tão grande. Sendo assim, contentamo-nos com a versão soft do gênero.

Com exatamente uma hora e meia de duração, A Hora da Sua Morte tem a estrutura clássica de um roteiro pensado em três atos de meia hora cada: em um primeiro momento a personagem principal toma conhecimento do aplicativo amaldiçoado e a primeira virada acontece quando ela se desespera ao ter uma visão em seu quarto. A segunda parte consiste em tentar livrar-se da maldição: descobrir alguma coisa que não vai funcionar e que conduz os personagens ao terceiro ato. A terceira parte mostra os personagens reunidos como família e realmente dispostos a qualquer coisa para driblar a morte.

Imagem: Diamond Films

Tudo isso é bastante previsível, mas a genialidade de um diretor de terror é tornar o previsível novo, como fez repetidas vezes a franquia Pânico. Justin Dec infelizmente não atinge esse patamar com seu filme. Para além de uma boa premissa que utiliza fórmulas bastante canônicas, A Hora da Sua Morte desenvolve pouco o que poderia ser muito mais autoral.

Sustos e medos

O fim de Courtney (Anne Winters) dá o tom do que está por vir: as mortes serão bastante violentas, a ponto de talvez chocarem, mas serão pouco gráficas. Os recursos que Dec usa para deixar essas sequências mais soft não só tiram o peso gráfico da imagem, mas enfraquecem o filme que, sem um roteiro mais forte, se vê com cada vez menos apelo diante do espectador: mortes em desfoque, coisas que acontecem em meio a sombras demais ou rápido demais (e acompanhadas de jump scares), maquiagem digital e CGI

Imagem: Diamond Films

A aparição de elementos em segundo plano agrega qualidade às sequências que prezam mais o medo do que o susto: por conhecermos a estrutura narrativa, sabemos que alguém vai morrer, gerando medo ao ver uma figura semelhante à Morte, como se pudéssemos antecipar um sentimento de uma dor futura. Infelizmente, as aparições só tinham sucesso em despertar algo mais assustador quando vistas de longe. Mesmo que vistos por pouco tempo e sob iluminações precárias, as demais aparições eram esteticamente genéricas e pouco convincentes, quase caricaturais.

No limiar da comédia

A maioria dos filmes mais assustadores não contém sequer um alívio cômico e, mesmo quando arriscam na comédia, temos alívios cômicos apenas, como ocorre com o personagem Rod (Lil Rel Howery) em Corra! (Jordan Peele). Filmes B costumam flertar com gostos duvidosos e podem ser ao mesmo tempo engraçados e gore, combinação essa que lhes garante o status de cult. Em filmes medianos, comerciais e esquecíveis a longo prazo, como é o caso de A Hora da Sua Morte, a inserção da comédia é um alerta de que o próprio filme não se leva tão a sério, um convite para que o espectador seja mais concedente com o que está assistindo.

A Hora da Sua Morte tem diversos diálogos e personagens pouco verossímeis, mas nada é tão claramente cômico como o Pe. John (P.J. Byrne). Esse personagem, no entanto, não deve ser subestimado: apesar de caricato, Pe. John é a perfeita encarnação da ideia de um padre que é nerd com sua própria religião, como uma versão católica de The Big Bang Theory. Realmente fiquei me perguntando se existem padres que têm esse estereótipo de nerd.

Imagem: Diamond Films

A Hora da Sua Morte é um bom entretenimento para quem está acostumado a ver o mesmo filme repetidas vezes e gosta do gênero, ainda que não impressione fãs de terror e tampouco seja isca para o grande público. Não duvido, no entanto, que se Justin Dec conseguir um projeto com maiores liberdades criativas talvez possamos ver um terror de muito mais qualidade.

Google removeu mais de 500 extensões da Chrome Web Store. Entenda

O Google removeu mais de 500 extensões da Chrome Web Store, acusadas de infectar os navegadores dos usuários e extrair informações de navegação por meio de publicidade maliciosa. A ação ocorreu após uma investigação feita pela especialista Jamila Kaya, em parceria com a empresa de segurança Duo Security.

Inicialmente, Jamila e a Duo Security identificaram cerca de setenta extensões maliciosas, que foram instaladas por mais de 1,7 milhão de usuários através do Chrome Web Store. Para que a identificação fosse possível, eles usaram o CRXcavator, uma ferramenta automatizada de avaliação de segurança de extensões do Chrome. Segundo uma análise mais profunda feita pela ferramenta, foi descoberto que essas extensões faziam parte de uma rede de plugins copycat, compartilhando funcionalidades quase idênticas, com a função de extrair informações dos usuários por meio de publicidade, enquanto tentavam evitar a detecção de fraudes na loja online. Depois de instalados, eles eram instruídos a acessarem dados sobre a atividade na internet das vítimas, ao mesmo tempo em que adicionavam publicidade extra e ilegítima nos sites visitados.

Após a identificação, Jamile e a Duo coletaram os dados e enviaram um relatório sobre a pesquisa ao Google. De acordo com a pesquisa, que pode ser lida na íntegra, a empresa foi receptiva e responsiva ao relatório. Depois de tomar as medidas preventivas em relação às extensões encontradas, o Google realizou uma varredura pela loja do Chrome e removeu mais de 500 extensões relacionadas.

Reprodução/Genbeta

“Agradecemos o trabalho da comunidade de pesquisa e, quando somos alertados sobre extensões na Web Store que violam nossas políticas, agimos e usamos esses incidentes como material de treinamento para melhorar nossas análises manuais e automatizadas”, disse um porta-voz do Google. “Fazemos varreduras regulares para encontrar extensões usando técnicas, códigos e comportamentos semelhantes, e removemos essas extensões se violarem nossas políticas”.

O Google tem levado a sério a privacidade do usuário e está fazendo grandes progressos para garantir a segurança dos seus serviços. Na última quinta-feira (14), a empresa lançou um teste para conscientizar os usuários sobre o “pishing”, bem como bloqueou mais de 1,9 bilhão de malwares no Android em 2019, conforme divulgado recentemente. Além disso, a companhia implementou uma nova política de privacidade de dados do usuário e requisitos de manuseio seguro. Ela garante que todas as extensões que lidam com dados do usuário tenham uma política de privacidade, obtenham o consentimento do mesmo sobre o uso de informações pessoais e usem apenas a quantidade mínima necessária de permissões.

O relatória finaliza com algumas dicas para manter a segurança do usuário quanto a possíveis invasões. Eles comentam que é extremamente importante excluir extensões que não estão em uso, além de relatar ao Google as que você não reconhece.

Quantas extensões você usa no seu navegador? Deixe nos comentários.

Fonte: Genbeta

Samsung declara que é capaz de criar celulares ainda mais dobráveis

Tudo sobre

Samsung



Saiba tudo sobre Samsung

Ver mais


O presidente da divisão de comunicações móveis da Samsung Electronics, o Dr. Roh Tae-moon, afirmou que a empresa coreana tem a capacidade de criar telefones que dobram ainda mais vezes. Mas que, para a empresa, é importante que a tecnologia ofereça valor aos clientes para funcionar a contento.

“Também é importante ter um ecossistema com serviços e conteúdos suficientes antes de lançar mais opções dobráveis. Podemos lançar novos telefones dobráveis no momento oportuno quando tenhamos serviços suficientes para estes aparelhos e possamos oferecer valor aos consumidores.”

Para o executivo, a tecnologia só faz sentido se for útil (crédito: Samsung/divulgação)

Galaxy Z

Durante a coletiva de imprensa em São Francisco, o executivo definiu o conceito para a nova linha Galaxy Z, inaugurada pelo Galaxy Z Flip, com foco em conveniência e portabilidade.

Já a linha Galaxy Fold se concentrará em telas maiores, abrindo a possibilidade de telas grandes, com ainda mais articulações, se transformando em um tablet ou dispositivos mais versáteis.

Mesmo com o otimismo apresentado pela empresa no segmento, Roh reconhece que o mercado de dispositivos dobráveis ainda está nos estágios iniciais, com lotes limitados do Galaxy Z Flip.

Fonte: The Korea Herald

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Como criar uma assinatura de estudante no Spotify, Deezer e Apple Music

Além de pagar meia-entrada em shows, cinemas, teatros e outros eventos culturais, os universitários podem comemorar mais uma conquista: o desconto na assinatura de aplicativos de streaming como o Spotify, Deezer e Apple Music.

Embora o valor seja mais baratos, os recursos oferecidos pelos apps são os mesmos da versão premium tradicional: acesso ilimitado a todas as faixas, qualidade de áudio, ausência de propagandas e possibilidade de fazer o download das músicas para escutá-las offline. Veja mais a seguir:

Como criar uma assinatura de estudante no Spotify

Para criar a sua conta premium de universitário no Spotify, siga os passos a seguir:

Passo 1: acesse a página de assinatura. Em seguida, clique em “Seja premium”. Depois, clique em “Inscrever-se no Spotify”. Você será direcionado para uma tela onde poderá criar seu cadastro com sua conta do Facebook ou manualmente, inserindo um endereço de e-mail e uma senha válida.

Caso você já tenha uma conta gratuita, basta inserir os dados dela no login (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 2: inseridos os dados, você deverá confirmar que é um estudante. Para isso, clique em “Avançar”.

A verificação leva menos de cinco minutos e pode ser feita tanto na web quanto em seu smartphone (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 3: na tela seguinte, adicione seu nome, endereço de e-mail, país e dados sobre a instituição onde estuda. Clique em “Avançar”.

Insira todas as informações necessárias para verificações futuras do Spotify, como seu número de celular (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 4: acesse o portal de sua universidade ou faça o upload de documentos que comprovem sua situação como estudante. Caso você selecione a primeira opção, clique em “Aceitar”, na janela que será aberta.

Você pode escolher entre fazer login com seu e-mail institucional ou fazer o upload de seu comprovante de matrícula/histórico escolar (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 5: caso seja possível efetuar a verificação, um aviso do Spotify será aberto. Clique em “Obter desconto para universitários”.

Clique em “Obter desconto” para continuar (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 6: clique em “Confirmar” para aplicar o desconto à conta que foi criada.

O desconto será aplicado à conta com a qual o login foi realizado (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 7: por fim, insira seus dados de pagamento para concluir a assinatura de seu Spotify para universitários.

Insira as informações de seu cartão de crédito ou débito (Captura de tela: Ariane Velasco)

Como criar uma assinatura de estudante no Deezer e Apple Music

O processo nesses dois aplicativos de streaming é igual ao do Spotify, com diferenças bem sutis. Como o Apple Music é específico para usuários do iPhone, após confirmar a sua situação de estudante na plataforma de sua universidade, você deverá iniciar uma sessão com seu ID Apple — sua conta só poderá ser criada com ele, ao contrário do Deezer, que permite fazer login com sua conta do Facebook.

Para acessar a página para estudantes do Deezer, clique aqui. Já a da Apple Music pode ser acessada neste link.

E você, sabia que era possível ter cerca de 50% de desconto no Spotify e em outros apps de streaming? Conte pra gente nos comentários.

Galaxy A70e vaza em imagens e revela visual mais simples que A70 e A70s


Tudo sobre


Saiba tudo sobre Galaxy A70

Ficha técnica


Ao que tudo indica a Samsung deve seguir a mesma estratégia adotada em sua linha Galaxy A de smartphones em 2019, também agora em 2020. De acordo com informações do conhecido leaker Steve Hemmerstoffer (Onleaks), a fabricante coreana pode anunciar em breve um novo membro para essa família: o Galaxy A70e.

Apesar de a publicação não ter tido acesso a muitas informações técnicas do dispositivo, é possível observar pelas renderizações alguns detalhes importantes da ficha técnica, como a entrada de 3,5 mm para fones de ouvido e a adoção da porta MicroUSB no lugar de uma USB-C.

Samsung Galaxy A70e tem visual mais simples que o A70 e A70s (Reprodução: @OnLeaks)

Galaxy A70e terá foco diferente dos irmãos mais velhos

Caso os vazamentos sejam verdadeiros, o Galaxy A70e terá visual mais simples em comparação aos seus irmãos mais velhos, o Galaxy A70 e A70s, e terá como público-alvo pessoas com menor poder aquisitivo. É possível notar também um leitor de digitais na parte traseira próximo à câmera traseira tripla.

Segundo o Onleaks, o display do Galaxy A70e terá 6,1 polegadas e não deve ser do tipo AMOLED para baratear os custos. As dimensões do aparelho devem ser 156,8 x 76,45 x 9,35 mm (9,45 mm, incluindo aumento da câmera traseira) e os alto-falantes ficarão posicionados logo à direita da porta USB.

Ainda não há nenhuma previsão de quando o aparelho será lançado aqui no Brasil e no resto do mundo. Lembrando que no final de janeiro a Samsung liberou por aqui o Galaxy A51 e A71 no Brasil com preços a partir de R$ 2.199.

Fonte: CompareRaja  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Cansou da Netflix? Prime Video só R$ 9,90 no pacote Prime cheio de vantagens!

*IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais.

O Amazon Prime está disponível no Brasil! Não sabe do que estamos falando? Se liga aqui, então, que a gente explica do que se trata o “clube” por assinatura da maior varejista do mundo, suas vantagens e, claro, o precinho amigo de sempre quando o assunto é a Amazon.com.br. E ó, spoiler: os primeiros 30 dias são gratuitos, e você ainda tem acesso a todo o catálogo do Prime Video (o maior concorrente da Netflix), que também é repleto de produções originais imperdíveis, como Good Omens, Modern Love, American Gods, The Expanse e Star Trek: Picard!

Adiantando umas coisas aqui: a maior vantagem do pacote é que, por um preço bastante modesto, você ainda usufrui do Prime Music (similar ao Spotify), do Prime Reading (cheio de e-books) e do streaming de games Twitch Prime, além de contar com frete gratuito em uma imensidão de produtos vendidos e entregues pela própria Amazon.

Prime Video é o destaque do pacote

Além de entregas rápidas com frete gratuito ilimitado e sem valor mínimo de compra, e acesso antecipado a promoções relâmpago, o Amazon Prime oferece acesso a serviços de entretenimento também.

Destaque vai para o Prime Video, o serviço de streaming da empresa e principal concorrente da Netflix aqui no Brasil. A plataforma traz séries, filmes, documentários e coisas do tipo, tanto produzidos pela própria Amazon, quanto licenciados de outras produtoras e estúdios de cinema. O catálogo é constantemente atualizado e vem ganhando novas produções cada vez mais rapidamente, com o crescimento na plataforma. Então, ao ser usuário Prime Video você curte um serviço de streaming bastante completo e diversificado, pagando mais barato do que uma assinatura básica da Netflix!

Os demais serviços que fazem parte do pacote são:

  • Prime Music: assim como o Prime Video é o principal rival da Amazon, o Music chega para competir com o Spotify. O acervo tem mais de 2 milhões de músicas sem anúncios, e ainda permite o download das mesmas para escutar offline quando você desejar.
  • Prime Reading: aqui você acessa milhares de eBooks dos mais diversos gêneros, incluindo também títulos em inglês para você que gosta de praticar outro idioma. Ainda, é possível acessar revistas da Editora Abril, e é só baixar o app gratuito do Kindle para ler os livros do Prime Reading pelo celular ou tablet.
  • Twitch Prime: é uma plataforma de streaming de jogos, e membros do Amazon Prime têm acesso a loot de jogos para aproveitar títulos de imenso sucesso como Apex Legends, Grand Theft Auto Online e Call of Duty: Black Ops 4. Além disso, uma seleção gratuita de games será oferecida todos os meses.

Ou seja: por um valor fixo mensal, você tem acesso a tudo isso e paga menos do que assinando apenas a Netflix, que não oferece músicas, livros ou games! Não é demais?

Quanto custa essa maravilha?

Antes de a gente passar o precinho (é baixo mesmo, pode confiar!), vamos começar dizendo que os primeiros 30 dias são gratuitos, e você pode cancelar a qualquer momento sem nenhum tipo de taxa para tal. A assinatura mensal custa R$ 9,90 após o período grátis, e se você já se apaixonar pelo serviço durante os primeiros dias de teste, pode escolher a assinatura anual de R$ 89,90 — fazendo isso, você economiza 25% em comparação com o pagamento mensal!

E aí, vamos assinar? Se você ainda tem dúvidas, confira esta matéria que preparamos com perguntas e respostas para entender melhor como o Amazon Prime funciona aqui no Brasil!

*O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no Telegram para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas.

Descontos e vantagens do Amazon Prime

O serviço funciona assim: por uma assinatura fixa mensal, você faz parte de uma espécie de “clube” seleto em que as entregas têm frete gratuito ilimitado, sem valor mínimo de compra e, às vezes, com desconto no valor do produto. E, claro, tem acesso a todos os serviços que destacamos acima. As entregas são feitas com prazo a partir de dois dias úteis na maioria das regiões, e o Brasil é o país com o pacote mais completo de serviços Amazon Prime.

Vale ressaltar que os produtos que fazem parte do “esquema” do Prime são aqueles comercializados pela própria Amazon, tá bom? Então aqueles que pertencem à modalidade de marketplace não entram no plano. Ainda assim, a Amazon tem uma imensidão de itens em seu catálogo que são vendidos por ela mesma: são mais de 20 categorias com milhões de coisas como livros, games, eletrônicos, brinquedos, e até mesmo produtos de beleza, para a casa, vestuário, e muitos outros. Para não haver confusão, todos os produtos disponíveis para a entrega gratuita via Amazon Prime contam com um selo do serviço, então fica bem fácil identificá-los no site.

Agora quer mais uma vantagem do Amazon Prime? Pois veja: os assinantes têm ainda acesso antecipado de 30 minutos a ofertas relâmpago antes que elas sejam divulgadas ao público geral! E quem não quer garantir uma boa compra pelo menor preço antes de todo mundo, certo?

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

O que é depuração USB: saiba como ativar ou desativar essa função no Android

A depuração USB é utilizada por desenvolvedores em dispositivos Android para que eles se comuniquem melhor com computadores, tornando o desenvolvimento de aplicativos mais eficiente. Naturalmente, ele só funciona caso o usuário tenha habilitado o modo de desenvolvedor em seu smartphone, que permite acesso a áreas diferenciadas.

Por isso, antes de realizar a depuração USB, é necessário ativar certos recursos do dispositivo, que podem – e devem – ser desativados caso necessário. Isso porque o modo de depuração pode colocar em risco os arquivos e dados do aparelho quando ele é conectado via USB a qualquer outro computador que não seja o seu.

Como ativar a depuração USB

Passo 1: primeiro, você deve ativar o modo de desenvolvedor do seu smartphone. Para isso, vá até às configurações e, depois, selecione “Sobre o telefone”.

Em “Sobre o telefone”, você encontrará as informações sobre sua versão do Android (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 2: toque em “Informações do software” e depois, sobre “Versão do Android” sete vezes.

A mensagem “Você já é um desenvolvedor” deverá aparecer (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 3: retorne até as configurações de seu smartphone. Role a tela até ver “Opções do desenvolvedor”. Pronto.

Em “Opções do desenvolvedor”, você tem acesso a recursos exclusivos (Captura de tela: Ariane Velasco)

Passo 4: agora que o modo de desenvolvedor de seu Android já está ativado, basta selecionar as “Opções do desenvolvedor” e rolar a tela até encontrar “Depuração USB”. Depois, toque em “OK” para confirmar a ativação.

Permitindo a depuração USB (Captura de tela: Ariane Velasco)

De agora em diante, ferramentas como o Android Studio (exclusiva para desenvolvedores) irão reconhecer o seu smartphone todas às vezes que ele estiver conectado ao computador (desde que a depuração USB continue ativada).

Desativar a depuração USB

Já, caso você queira desativar a depuração, basta acessar novamente as “Opções do desenvolvedor” e tocar sobre a chave de ativação, que será “desligada”. Simples, não é mesmo?

Desativando a depuração USB (Captura de tela: Ariane Velasco)

E você, sabia que era possível usar seu Android no modo de desenvolvedor? Quais as vantagens dele, na sua opinião? Conte pra gente nos comentários.

Chrome 81 deve trazer compatibilidade com NFC e Realidade Aumentada

A cada atualização do Google Chrome são esperadas novidades. Na atual versão estável, de número 80, lançada no início do mês, os usuários da plataforma foram contemplados com uma ferramenta para gestão de cookies, além das tradicionais implementações de segurança e correções de bug.

Com a versão 81 sendo disponibilizada no canal beta, os inscritos no programa identificaram novas e importantes novidades para a futura atualização: suporte ao Web NFC e também à realidade aumentada através do WebXR Hit Test API.

O padrão WebXR está presente na plataforma desde a versão 79, porém até então um pouco limitada a mapeamento e localização. Já no beta teste da futura atualização é possível perceber um amadurecimento dos recursos, possibilitando que desenvolvedores utilizem a câmera do dispositivo para exibir corretamente os objetos virtuais em superfícies horizontais e verticais.

Realidade virtual no Google Chrome ficará mais aprimorada na versão 81 (Imagem: Reprodução)

NFC e realidade aumentada andam de mãos dadas

Há tempos o Google trabalha para integrar cada vez mais os apps da web com as aplicações nativas do dispositivo. A versão 81 do Chrome promete dar mais um passo importante nessa trajetória com a implementação do NFC.

Caso os testes sejam concluídos com sucesso, a compatibilidade das aplicações web com o NFC permitirá criar mundos interativos de realidade aumentada e interagir com tags ou objetos do mundo real, sendo muito útil também em museus, exposições, organização de inventários e disponibilização de informações em locais públicos, por exemplo.

[embedded content]

O Chrome 81 está na fase de testes beta e sua versão estável deve ser lançada no próximo mês. Além das novidades citadas, essa versão também deve ser liberada com uma reformulação da ferramenta de segurança que avisa os usuários sobre downloads mal-intencionados.

Fonte: AndroidPolice  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.