25.4 C
Rio de Janeiro
quarta-feira 26,fevereiro,2020 ~ 10:34
Início Autores Posts por Olhar Digital

Olhar Digital

320 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Microsoft quer dificultar a criação e uso de contas locais no Windows

Empresa ocultou a opção de configurar o Windows 10 a partir de uma conta local em alguns países

Desde o ano passado, ao configurar um novo computador com Windows 10, a Microsoft tentava forçar os usuários a integrar suas contas da empresa ao dispositivo. Para que isso fosse feito, a empresa ocultava a opção de entrar com uma conta local.

Na época, essa opção estava restrita aos EUA. No entanto, como observado pelo site Windows United, a ocultação da opção de entrar com uma conta local foi estendida para usuários da Alemanha.

Os usuários ainda podem fazer com que o Windows mostre a opção apenas desconectando o dispositivo da internet durante a instalação. Mesmo assim, a Microsoft parece determinada em fazer com que as pessoas façam login usando contas já cadastradas nos serviços da empresa.

Claro que a empresa não faz isso simplesmente para ter acesso a tudo o que o usuário faz – ou talvez sim. Fato é que ter um computador logado com uma conta que está conectada constantemente a outros serviços têm vantagens, como a possibilidade de visualizar alguns arquivos de qualquer lugar. Uma conta local também possui vantagens, como maior privacidade e o fato de não estar vinculada a uma identidade online que pode ser invadida a qualquer momento. 

Por enquanto, usuários do sistema operacional mais recente da empresa podem configurar contas locais por meio do painel de controle, mas não há como saber até quanto essa opção estará disponível.

Via: Ms Power user

Segurança Microsoft Sistema Operacional Windows 10 EUA alemanha

Compartilhe com seus seguidores

Fonte: Olhar Digital

Android 11 pode impedir apps de alterar a navegação por gestos


Foi descoberto que a versão de desenvolvedor do sistema operacional impede que apps de terceiros modifiquem a barra de navegação por gestos nativa do sistema

Aplicativos de personalização para Android existem aos montes. Alguns deles mudam o teclado do dispositivo, alteram ícones e, em alguns casos mais extremos, mudam o sistema de navegação por gestos, implementado nas últimas versões do sistema operacional do Google.

Entretanto, ao que parece, a utilização desses apps que alteram o sistema de navegação podem estar com os dias contados. A maioria deles utiliza um comando que oculta a barra de gestos existente, fazendo com que elas sejam substituídas pelas fornecidas pelo software, mas esse comando parece ter sido desativado no Android 11.

A descoberta foi feita por ziggy07, usuário do fórum Reddit. Ele postou que o ao atualizar o dispositivo para a versão de desenvolvedor do novo sistema operacional, o comando não é mais reconhecido.

Foto: Android Police

Nas versões anteriores, a ocultação da barra permitir que os usuários utilizem sistemas de navegação próprios. Com essa alteração, os aplicativos exibem sua barra de navegação sobre os controles de sistema já existentes, fazendo com que o app pare de funcionar ou apresente constantes travamentos.

O Google não se pronunciou sobre as modificações. Por esse motivo, não há como saber se isso é um erro apenas da versão de desenvolvedor ou algo que estará presente na versão final do sistema operacional.

Via: Android Police

Google Android Sistema Operacional smartphone Android 11

Compartilhe com seus seguidores

Fonte: Olhar Digital

CEO da Realme confirma Realme 6 com sensor de 64 MP

A confirmação foi feita por meio de uma foto postada pelo empresário em sua conta do Twitter; ainda não há informações sobre o lançamento oficial

Os aparelhos da Realme se tornam cada vez mais populares em todo mundo; inclusive aqui no Brasil. A marca, que tem três anos, possui um catálogo de dispositivos em constante crescimento. Os próximos aparelhos da empresa, conhecidos como Realme 6 e Realme 6 Pro, devem ser anunciados em breve – e com poderosas câmeras de 64MP.

A confirmação da existência do aparelho foi feita por Madhav Shet, CEO da Realme. Em uma foto compartilhada em seu perfil do Twitter é possível ver uma marca d’água no canto inferior direito que mostra, além do nome do dispositivo, a capacidade da câmera e a confirmação de que o aparelho terá uma configuração de quatro sensores.

Mais tarde, a página oficial da Realme compartilhou uma imagem que confirma que a série Realme 6 será lançada em breve. No entanto, não há confirmações da data em que o dispositivo chega às lojas.  Com o lançamento da nova versão, os executivos da empresa esperaram repetir os feitos do modelo anterior, o Realme 5, que vendeu mais de 5,5 milhões de unidades.

Via: GizmoChina

smartphone lançamento Realme anúncios

Compartilhe com seus seguidores

Fonte: Olhar Digital

100 anos de mestre Fellini

A rigor, comemorou-se no dia 20 de janeiro o centenário de um dos maiores cineastas de todos os tempos: Federico Fellini, cujo nome se tornou adjetivo. Mas a celebração irá se prolongar por todo este ano conturbado, o que é justo. Precisamos guardar o que é bom, e um mestre com uma carreira desse tamanho precisa mesmo de uma celebração mais longa. Comemoremos, então, o ano do centenário de Federico Fellini. Há uma mostra iniciando no CCBB-SP no dia 26 de fevereiro e no Cinesesc um pouco depois, indo depois para os CCBBs de Rio de Janeiro e Brasília. Vale a pena ir atrás de seus filmes para não passar a comemoração em branco.

O cineasta nasceu profissionalmente junto com o neorrealismo italiano, do qual participou sobretudo como roteirista de alguns filmes importantes como “Paisà” (Roberto Rossellini, 1946) e “O Caminho da Esperança” (Pietro Germi, 1950), entre outros, antes de iniciar uma sólida carreira de diretor. Ao primeiro filme, “Mulheres e Luzes” (1950), dividido com Alberto Lattuada, seguiu-se o primeiro filme solo, “Abismo de um Sonho” (1952), e a primeira obra-prima, “Os Boas Vidas” (1953), seu segundo longa e meio.

Nessa fase ainda contam os excepcionais “A Estrada da Vida” (1954), “A Trapaça” (1955) e “Noites de Cabíria” (1957), o primeiro e o terceiro reveladores da uma atriz excepcional, sua esposa Giulietta Masina. 

Com “A Doce Vida” (1960) inicia-se uma nova fase em sua carreira, a da ultrapassagem do neorrealismo. A loucura e o onirismo (já presentes nos filmes anteriores) passariam a ocupar mais espaço em seus filmes, em sintonia com a obra de outro monstro italiano, Michelangelo Antonioni, que no início dos anos 1960 desenvolvia a sua “Trilogia da Incomunicabilidade” (“A Aventura”, “A Noite” e “O Eclipse”).

Era a maior fase do cinema italiano de todos os tempos, com uma verdadeira explosão de autores com filmografias inesquecíveis. O neorrealismo era radicalizado por alguns, ultrapassado por outros, mas sempre servindo como uma base histórica rica para um novo tipo de abordagem realista, e também para a exploração de uma linguagem poética, rica em nuances e delírios.

Como Fellini responde a esse tempo mágico? Com um genial longa de crise: “Oito e Meio” (1963). Filme que pode ser também considerado um novo ponto de virada, a partir do qual Fellini falaria muito de si mesmo e de suas obsessões e medos. Não é um pecado, mas foi encarado assim por muitos. São inúmeros os críticos que consideram “Oito e Meio” como o início de sua decadência. Nada mais equivocado.

Se “Julieta dos Espíritos” (1965), o longa seguinte, compensa seu girar em falso com uma plasticidade exuberante (é seu primeiro longa em cores), é com “Satyricon” (1969), provavelmente sua obra maior, que o diretor inicia um estudo sobre Roma em todos os tempos. O final evidencia a paridade com um filme posterior, “Roma” (1972), outro filme inesquecível. São, de fato, filmes gêmeos, a meu ver, os dois melhores de toda a carreira de Fellini.

Quase tão bom quanto esses é “Amarcord” (1974), no qual Fellini volta a olhar para o seu umbigo. São memórias de Rimini, cidade onde nasceu, e dos tipos pitorescos que encontrava por lá. O título remete ao dialeto riminiano, e quer dizer “Eu me Lembro”. Com essa lembrança fílmica, Fellini expurga suas obsessões pessoais e pode voltar ao mundo dos sonhos desenvolvido em “Oito e Meio” (também, de certo modo, um expurgo de traumas pessoais e obsessões). 

“Casanova” (1976) é a brilhante e onírica ode ao decadentismo, como só Visconti seria capaz de igualar. Curiosamente, 1976 é a data do falecimento de Visconti, cujo último filme, “O Inocente” (1976), trazia o amargor de um conquistador decadente.

Na reta final de sua carreira, Fellini torna-se irregular. Apenas um filme faz jus ao melhor de sua obra até “Casanova”. Trata-se de “E La Nave Va” (1983), homenagem à ópera e ao artifício cinematográfico a um só tempo, um dos filmes mais belos da década de 1980. Há ainda “Ensaio de Orquestra” (1978), delicioso divertimento, e “Entrevista” (1987), surpreendente filme de memórias. Os demais, apesar de dignos de sua assinatura, não chegam a fazer cócegas em suas obras-primas.

Fonte: Olhar Digital

Maria e João

Já no título brasileiro, “Maria e João – O Conto das Bruxas” (“Gretel & Hansel” no original) promete uma inversão curiosa, operada em dois níveis. Não veremos o famoso conto de fadas popularizado pelos irmãos Grim com a famosa história dos irmãos João e Maria. Veremos a história de Maria, sua jornada rumo ao autoconhecimento e seu empenho em salvar o irmão de um destino cruel. E essa história é narrada como um conto gótico, com os códigos do horror e a necessidade da criação de uma atmosfera aterrorizante.

A inversão do título é pertinente não só pela questão da representatividade, do nome feminino vir antes do masculino como um sinal de empoderamento, mas porque nos leva a entender que é da irmã que o filme irá falar, não necessariamente dos irmãos. Caso tirassem o irmão do título, ou deixasse só “O Conto das Bruxas”, a brincadeira com o conto de fadas perderia o sentido.

E a inversão também é importante porque salienta que é possível ter magia do mal e magia do bem, bruxa má e bruxa boa, e é na adolescência que essas escolhas (entre o bem e o mal, entre um caminho e outro) aparecem com maior força – o que não impede que se troque de lado quando adulto, como é bastante comum. 

Cada um faz o que quer com seu ressentimento, e Maria, aliás, Gretel (Sophia Lillis), entende que o melhor a fazer com o ressentimento de ter sido expulsa pela mãe, até para sua melhor qualidade de vida, é procurar fazer o bem, usar seus poderes para coisas boas. 

Os desafios serão muitos, e ela não sabe se terá condições de vencê-los. É muito jovem ainda, e seus poderes mal ultrapassam as visões sinistras e o instinto apurado. 

Acompanharemos então o seu caminho na tentativa de vencer esses desafios. A doçura da menina nos diz que pode terminar bem, mas a atmosfera de horror nos coloca uma pulga atrás da orelha sobre essa possibilidade. Afinal, no horror moderno e contemporâneo, o mal vence com frequência (por vezes disfarçadamente).

O diretor, Osgood “Oz” Perkins é filho do ator de “Psicose”, Anthony Perkins. Desenvolveu carreira como ator, assinando Oz Perkins, e dirige aqui o terceiro longa de sua carreira como diretor e o terceiro de horror, após “A Enviada do Mal” (2015) e “O Último Capítulo” (2016). 

“Maria e João” é também seu melhor filme, com certa folga, pois mostra uma maior habilidade na construção do espaço fílmico e abusa menos dos sustos fáceis ajudados pela trilha sonora.

Fonte: Olhar Digital

Galaxy S20 se torna o primeiro celular com certificação USB-PD 3.0

Novo padrão visa unificar as várias tecnologias de carregamento rápido já existentes no mercado, que são incompatíveis entre si

O USB Implementers Forum (USB-IF), entidade que controla a adoção e evolução do padrão USB, anunciou que o Samsung Galaxy S20 é o primeiro smarphone a receber a certificação de compatibilidade com o padrão USB Power Delivery (USB-PD) 3.0 para carregamento rápido.

Para o consumidor, isso significa que qualquer carregador compatível com o padrão poderá ser usado para dar uma carga rápida em um Samsung Galaxy S20, sem a necessidade do carregador específico do fabricante. Atualmente há vários padrões de carregamento rápido no mercado, como o QuickCharge da Qualcomm e o VOOC da Oppo, entre outros, que são incompatíveis entre si.

O Galaxy S20 suporta um recurso da especificação USB-PD 3.0 chamado Programmable Power Supply (PPS), que permite que smartphone e carregador se comuniquem e “negociem” a tensão e corrente mais adequadas para uma carga rápida. Além disso, a temperatura do carregador e da bateria é monitorada, para evitar acidentes e aumentar a eficiência.

O Galaxy S20 e S20 Plus suportarão carga rápida a 25 Watts, enquanto o S20 Ultra suportará carregamento rápido a 45 Watts. Os aparelhos foram anunciados nos EUA em 11 de fevereiro, e devem chegar ao Brasil em março.

Fonte: Business Wire

USB Samsung carregador carregamento galaxy s20

Compartilhe com seus seguidores

Fonte: Olhar Digital

Coronavírus agora ameaça a Olimpíada de Tóquio


Membro do COI diz que decisão de manter maior evento esportivo do mundo deve ser anunciada até o fim de maio

Entre tantas consequências, agora o surto de coronavírus (Covid-19) pode afetar também o maior evento esportivo do mundo; os Jogos Olímpicos – que este ano serão disputados em Tóquio, no Japão. As competições começam em julho, mas os organizadores do evento já avaliam os possíveis impactos da doença na Olimpíada.

No pior dos casos, os jogos seriam cancelados; certamente não haveria tempo suficiente para uma mudança de datas ou de lugar. Segundo o ex-nadador canadense Dick Pound, membro do Comitê Olímpico Internacional, disse à Associated Press que a decisão pode ser tomada até o fim de maio. “Você simplesmente não adia algo do tamanho e da escala das Olimpíadas”, disse.

Segundo informa a AP, “o Japão está gastando oficialmente US$ 12,6 bilhões para organizar a Olimpíada de Tóquio, embora um conselho nacional de auditoria diga que o país está gastando o dobro disso”.

Até o momento, mais de 80 mil casos do Covid-19 já foram confirmados. Mais de 2700 pessoas morreram vítima da doença. No Japão, são 170 casos confirmados e uma morte. Mas uma olimpíada movimenta atletas e comissões de inúmeros países – muitos dos quais já têm casos de infecção pelo novo coronavírus confirmados.

Reprodução

Os Jogos de Tóquio estão programados para começar em 24 de julho e terminar no dia 9 de agosto. Em 2016, apesar dos alertas sobre o surto de Zika no país, a Olimpíada do Brasil aconteceu como previsto.

Fonte: CNET

Jogos Olímpicos olimpíada tóquio 2020 olimpíadas tóquio olimpíadas 2020

Compartilhe com seus seguidores

Fonte: Olhar Digital

FBI recomenda o uso de ‘frases-chave’ em vez de senhas complexas

Combinações de palavras comuns são mais fáceis de lembrar, e muito mais difíceis de decifrar em um ataque de ‘força bruta’

Senhas. Todos odiamos ter de criar e lembrar elas, mas são essenciais para a nossa segurança no mundo digital. E durante muitos anos, fomos condicionados a pensar que senhas complexas, misturando letras minúsculas e maiúsculas com números e símbolos, eram as mais seguras. O problema é que algo como p%9y#k&yFm? pode ser seguro, mas é quase impossível de memorizar.

Mas um boletim de um escritório do FBI no Oregon, EUA, desafia esse conceito. Segundo o órgão, diretrizes estabelecidas recentemente pelo Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) indicam que o comprimento de uma senha é muito mais importante que sua complexidade.

Segundo o FBI, em vez de uma senha curta e complexa os usuários devem optar por senhas mais longas, com ao menos 15 caracteres, compostas por várias palavras, de preferência não relacionadas. Ou seja, uma “frase-chave” como logica finita proporcao ansiosa.

O motivo é simples: cada caractere extra aumenta significativamente o número de combinações que devem ser testadas se um malfeitor tentar quebrar sua senha usando “força bruta”, ou seja, testando todas as combinações possíveis uma a uma. Quanto mais possibilidades, mais tempo de processamento é necessário.

O site “Use a Passphrase” dá um exemplo da eficácia dessa estratégia: a senha p%9y#k&yFm? levaria 90 milhões de séculos para ser quebrada. Mas logica finita proporcao ansiosa levaria mais de um quintilhão de séculos.

Segundo o FBI, as recomendações do NIST para empresas e organizações incluem:

  • Exigir que todos usem senhas com 15 caracteres ou mais, sem exigir mistura de maiúsculas, minúsculas, números e caracteres especiais.
  • Só exigir uma mudança de senha quando houver razão para acreditar que a segurança da rede foi comprometida.
  • Fazer com que administradores de rede analisem as senhas de todos os usuários contra listas de palavras encontradas em dicionários, senhas comuns (deus, amor, sexo, 12345) ou que sabidamente tenham sido comprometidas.
  • Não permitir “dicas” que ajudem os usuários a relembrar uma senha, porque também podem ajudar os malfeitores.

Por último, o órgão recomenda o uso de um gerenciador de senhas, aplicativo que funciona como um “cofre” armazenando todas as suas senhas atrás de uma “senha mestre”, e que normalmente também oferece recursos como análise de segurança ou alerta de senhas comprometidas.

Fonte: ZDNet

Segurança Hackers senha

Compartilhe com seus seguidores

Fonte: Olhar Digital

Número de infecções por stalkerware cresceu 60% em 2019, diz Kaspersky

Geralmente usado por esposas e maridos ciumentos, este tipo de malware pode monitorar todos os movimentos e comunicação da vítima, e levar a casos de abuso físico e emocional

Segundo um relatório divulgado pela Kaspersky, o número de infecções de dispositivos móveis por stalkerware cresceu 60% em 2019, em relação ao ano anterior. Neste ano foram detectadas 67.500 infecções, contra 40.386 em 2018.

Stalkerware é uma categoria de malware usada para espionar uma pessoa, rastreando todos os seus movimentos e comunicação. Embora possa ter usos legítimos, esse tipo de app é geralmente oferecido a maridos e esposas ciumentos, que querem monitorar todos os aspectos do dia-a-dia de sua cara-metade.

Uma vez instalado, o stalkerware pode entregar a um agressor toda a movimentação da vítima, conversas privadas, fotos, histórico de navegação, histórico de chamadas, SMS e muito mais. Algumas variantes podem até mesmo acessar o conteúdo de apps de mensagens criptografados, como o Signal.

Além da invasão da privacidade, o uso de stalkerware é comumente seguido de abuso físico e emocional. Houve uma época em que estes apps estavam disponíveis livremente na Play Store, até o Google decidir por sua remoção no final de 2018.

Ainda assim, eles continuam disponíveis nos sites de seus desenvolvedores, e podem ser instalados no telefone de uma vítima via “sideloading”. Felizmente, a maioria dos antivírus para Android pode detectar stalkerware e avisar a vítima sobre o problema.

Fonte: SecureList

malware espionagem smartphone stalkware stalking

Compartilhe com seus seguidores

Fonte: Olhar Digital

Airbnb quer acabar com as festas nas casas alugadas


Plataforma incentiva seus anfitriões a investir em uma série de equipamentos ‘detectores de festas’ para evitar estragos e prejuízos maiores

Com certeza muita gente vai chamar o pessoal do Airbnb de “desmancha prazeres”. E não é para menos. A startup que conecta viajantes e oportunidades de acomodações oferecidas em todo o mundo está incentivando o pessoal que aluga suas casas e apartamentos a investirem em dispositivos inteligentes para “prevenção de festas”; isso mesmo, a plataforma quer agir para que o proprietário do imóvel impeça que algumas comemorações particulares saiam do controle e acabem causando prejuízo ou até incidentes piores.

O pedido é para que os usuários instalem em suas casas três dispositivos para “flagrar festas”: são detectores de fumaça e sensores de temperatura e nível de ruído; todos oferecidos por três empresas de soluções domésticas inteligentes indicadas pelo próprio Aibnbn: Minut, NoiseAaware e Roomonitor. Os equipamentos custam, em média, 100 dólares cada nos Estados Unidos.

Reprodução

Com os sensores monitorando a casa em tempo integral e real, se qualquer coisa anormal acontecer, o usuário recebe um alerta imediatamente para tomar as devidas providências e evitar um estrago maior. 

Como era de se esperar, uma série de questionamentos sobre o cuidado com esses dados e a consequente privacidade de hóspedes e anfitriões surgiu. Um porta-voz do Airbnb se limitou a dizer que os dispositivos não gravam som; e completou explicando que descontos para a aquisição desses sensores serão oferecidos aos anfitriões em todo o mundo.

Fonte: Vice

Segurança airbnb

Compartilhe com seus seguidores

Fonte: Olhar Digital