Rapper baiano festeja 24 anos em apresentação gratuita na praia de Ipanema com convidados como BK e Urias. Resenha de show
Título: Bluesman
Artista: Baco Exu do Blues
Local: Praia de Ipanema (Rio de Janeiro, RJ)
Data: 10 de janeiro de 2020
Cotação: * * * *
♪ O baiano Diogo Álvaro Ferreira Moncorvo é um bluesman. No dicionário do rapper conhecido artisticamente como Baco Exu do Bues, o significado de blues é amplo e extrapola até o universo musical.
Até Jesus é blues, como sentenciou em verso de Bluesman (2018), música-título do segundo álbum deste cantor e compositor soteropolitano que entrou na linha de frente do hip hop nacional há três anos com antológico primeiro álbum, Esú (2017).
É que, na visão politizada de Baco, bluesman é todo aquele que não se enquadra na moldura do sistema, como o artista bradou na abertura do show que fez na tarde de domingo, 10 de janeiro, na orla carioca, dentro da programação do festival Verão Tim.
No palco, Baco festejou os 24 anos – completados no dia do show – e pediu ao público que cantasse parabéns para ele próprio. Foi atendido com entusiasmo.
Baco Exu do Blues com os convidados da apresentação do show ‘Bluesman’ na praia de Ipanema
Felipe Panfili / Divulgação Verão Tim
Com energia bem canalizada, Baco aqueceu o verão e o público carioca com potente apresentação especial do show Bluesman (2018). Coerente com a mensagem política do show, aberto com emocionante desfile de fotos de personalidades negras expostas em painel situado ao fundo do palco armado sob as areias da praia de Ipanema, Baco turbinou a apresentação com participações especiais de elenco também negro pautado pela diversidade sexual.
Convidados do ainda inédito terceiro álbum do artista, gravado em novembro no estúdio carioca Toca do Bandido e já pronto para ser lançado neste ano de 2020, a cantora Urias (presente no disco na música Bacanal) e o rapper BK entraram em cena ao lado de artistas emergentes como Celo Dut, Vírus e Young Piva.
Baco recebeu a turma sem adiantar novidades do terceiro álbum, cujo repertório inclui músicas ainda inéditas como Exu is king, referência ao título de álbum, Jesus is king, lançado em 2019 pelo rapper norte-americano Kanye West, ídolo de Baco.
Baco Exu do Blues canta músicas como ‘Kanye West da Bahia’ no show ‘Bluesman’
Felipe Panfili / Divulgação Verão Tim
O roteiro do show foi baseado no repertório do álbum Bluesman. Uma das músicas, aliás, foi Kanye West da Bahia (2018). Outra música do disco Bluesman, Queima minha pele (2018) também apareceu no setlist, contribuindo para o calor de apresentação que manteve o pique mesmo com o inevitável entra-e-sai de convidados.
No cenário onde há mais de 60 anos o Brasil conheceu uma bossa nova, o batidão diferente de Baco Exu do Blues passou cheio de graça, com aguçada consciência social dos edemas do mundo racista, ecoando por Ipanema com outra bossa.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui