A inteligência artificial (IA) está em quase todos os meios digitais e atualmente e um número cada vez maior de artistas têm usado ferramentas com algoritmos em novas experiências, a exemplo da islandesa Björk. O aprendizado de máquinas está em várias plataformas e agora um novo selo diz que vai aproveitar os recursos avançados da tecnologia para monitorar e recrutar novos talentos — substituindo headhunters por máquinas.

A Snafu afirma ser “a primeira gravadora de serviço completo habilitada para IA”. Semanalmente, a empresa diz usar seu sistema para gravar aproximadamente 150 mil faixas em serviços como Spotify, YouTube, SoundCloud e TikTok. A coleta de dados também leva em consideração postagens em blogs musicais e de músicos, tweets e as adições à lista de reprodução.

Imagem: Reprodução/Snafu

O selo diz que seu software pode identificar artistas “subvalorizados” apenas poucos dias após o lançamento de sua primeira música, em vez da média de quatro a seis semanas que as gravadoras tradicionais podem levar.

Processo também usa curadoria humana

Depois da seleção inicial, uma ferramenta atribuirá uma partitura à música, que será usada para diminuir a lista semanal para um patamar entre 15 e 20 artistas. Nesse ponto, a equipe humana do selo ouve as músicas para ver se há algo interessante por lá. O CEO da Snafu, Ankit Desai, disse que o “ponto ideal” da gravadora é músicas que são 70% a 75% semelhantes às faixas da lista das 200 melhores do Spotify. Ou seja, a busca é por artistas que criam músicas semelhantes às que já são populares, mas apenas diferentes o suficiente para parecerem novas.

Imagem: Reprodução/MischCatt

Como a Snafu ainda é nova, não há como dizer exatamente se o projeto está sendo bem-sucedido. Entre os 16 artistas relacionados, a única mais popular é a cantora MishCatt. Vale destacar que, embora o selo se gabe se usar a IA, várias outras empresas atualmente usam softwares como o Chartmetric, que permitem avaliar parâmetros semelhantes aos apontados pela Snafu.

Só resta saber agora se esse cruzamento de dados realmente um dia será responsável pela nova Rihanna, Katy Perry ou Beyoncé.

Fonte: Engadget  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.