A Criterion Games, que já fez dois jogos da franquia (‘Hot Pursuit’ e ‘Most Wanted’) irá assumir os próximos títulos da série

Os jogos da franquia “Need for Speed” voltarão para a Criterion Games, na medida em que a Electronic Arts decidiu desmobilizar o estúdio sueco Ghost Games, que voltará a ser a unidade de apoio EA Gothenburg. As informações foram confirmadas pela própria EA para a GamesIndustry.

A Criterion, sediada em Guildford, no sul da Inglaterra, é conhecida por desenvolver uma das séries de jogos de corrida mais populares do mercado, “Burnout”, e também dá apoio a outros estúdios da EA, como a EA DICE (em “Star Wars: Battlefront”, “Battlefront II” e “Battlefield V”), e já trabalharam na franquia “Need for Speed” em “Hot Pursuit” (2010) e “Most Wanted” (2012).

De acordo com a EA, a Ghost Games tem tido muita dificuldade em reter os talentos necessários para desenvolver jogos AAA. O estúdio mudará o foco para suporte de engenharia, e deve dispensar ou realocar mais de 30 programadores. A Criterion, por outro lado, fica num polo de empresas de videogame, que inclui ainda a Ubisoft, Hello Games e Supermassive.

A Ghost Games foi a principal responsável pelos últimos jogos de “Need for Speed”: “Rivals” (2013), “Need for Speed” (2015), “Payback” (2017) e “Heat” (2019). “Payback” foi severamente criticado por seu sistema de monetização, enquanto “Heat”, apesar de reconhecido como “um passo na direção certa”, não atingiu o sucesso de público esperado.

Via: LadBible/GamesIndustry

Games Electronic Arts EA Games videogames

Compartilhe com seus seguidores

Fonte: Olhar Digital