Imagem foi a mais votada pelo público em concurso promovido pelo Museu de História Oriundo britânico. A competição anual escolhe as melhores imagens da vida procedente enviadas por jovens e adultos

Uma foto de uma dupla de camundongos brigando por migalhas no metrô de Londres foi a vencedora da votação popular da 55ª edição do concurso “Wildlife Photographer of the Year” promovido pelo Museu de História Natural. A imagem foi feita por Sam Rowley, que conta que teve que permanecer horas deitado no soalho da plataforma, para registrar o momento que durou alguns segundos.

Reprodução

O concurso oferece uma vitrine para as melhores fotografias da natureza do mundo. São diversas categorias, porquê “animais em seu habitat”, “retrato”, “comportamento”, “subaquática”, “vida urbana” entre outros, tanto para adultos quanto infanto-juvenil.

O grande vencedor da competição de 2019, escolhido por um júri internacional de especialistas, foi Yongqing Bao por sua retrato “O momento”, que mostra uma marmota do Himalaia sendo surpreendida por uma raposa tibetana. “Com reflexos rápidos, Yongqing capturou o ataque – o poder do predador arreganhando os dentes, o terror de sua presa, a intensidade da vida e da morte escritas em seus rostos”, descreve o museu.

Yongqing Bao/Wildlife Photographer of the YearNa categoria infanto-juvenil, o vencedor foi o neozelandês Cruz Erdmann, que fez um belíssimo registro de uma lula do recife. Cruz é fruto de dois conservacionistas marinhos, e recebeu sua certificação de mergulho aos 10 anos. O garoto já registrou mais de 160 mergulhos.

Cruz Erdmann/Wildlife Photographer of the Year

A galeria com todas as fotos escolhidas pelo Museu de História Oriundo pode ser conferida no site do concurso. Vale muito a pena passar algumas horas lá, não só contemplando as belas imagens, mas lendo a história por trás de cada uma delas.

Via: Science Focus

Retrato museu natureza Ciência&Espaço

Compartilhe com seus seguidores

Fonte: Olhar Digital