A Polícia Metropolitana de Londres anunciou, nesta sexta-feira (24), que vai começar a usar câmeras de reconhecimento facial em tempo real nas ruas da capital inglesa. O lançamento ocorre depois da realização de testes conduzidos na própria cidade, em ambientes privados.

Segundo o comunicado divulgado pela entidade, as câmeras com detecção facial serão instaladas em locais específicos de Londres, sugeridos pelo algoritmo, com a finalidade de auxiliar no combate a crimes graves, incluindo violência, uso de facas e armas de fogo e exploração sexual de menores, entre outros.

O sistema baseado em inteligência artificial utilizado pela polícia londrina foi desenvolvido pela empresa japonesa NEC. Ele tem a capacidade de procurar, em meio à multidão, rostos de pessoas incluídas em listas de criminosos procurados, com eficiência superior a 70%, e ao encontrar alguém gera um alerta para que o policial faça a abordagem.

Locais específicos de Londres receberão o sistema. (Fonte: Pixabay)

De acordo com as autoridades inglesas, a ferramenta, que inicialmente poderá ser utilizada de cinco a seis horas por vez, não vai substituir os policiais humanos e sim trabalhar em conjunto com eles, salientando ainda que a decisão final de abordar um suspeito sempre ficará a cargo de um oficial.

A utilização de um sistema de reconhecimento facial nas ruas de Londres surge no momento em que se discute, em vários países, os riscos deste tipo de tecnologia para a privacidade das pessoas.

No Velho Continente, a União Europeia estuda proibir o uso em áreas públicas por pelo menos cinco anos, até que sejam criadas leis específicas para evitar o abuso de autoridades. Também há discussões semelhantes nos Estados Unidos, onde um estudo mostrou a imprecisão de tais recursos.

Por outro lado, a China já utiliza o reconhecimento de face em grande escala e há países pensando em seguir o mesmo caminho. Além da Inglaterra, a Espanha, a França e a Alemanha têm projetos de implantar sistemas do tipo.

Cupons de desconto TecMundo:

Fonte: Tec Mundo