Rumor indica que o novo smartphone da Apple receberá o nome de “iPhone” e terá 4,7 polegadas; lançamento está previsto para termo de março

A Apple pode revelar a ar do novo iPhone em março deste ano, de conciliação com o conduto do YouTube FrontPageTech,. O novo padrão, que já sucederia o iPhone 11, está sendo chamado por internautas de iPhone SE 2 ou iPhone 9. Esses nomes surgiram devido aos rumores que indicam que o dispositivo deve ser similar ao iPhone 8, porém com a soma de um sensor Touch ID e o chip A13, que é o mesmo utilizado nos iPhones 11. No entanto, um novo rumor indica que o nome do novo celular será unicamente iPhone.

Ao estudar a nomenclatura dos celulares que vieram posteriormente o iPhone 8, no entanto, não é difícil perceber que a Apple começou a fugir da tradicional sequência de nomeação. Depois do iPhone 8 Plus, a empresa lançou o iPhone X – que é considerado o 10 -, e suas variações aprimoradas, uma vez que o iPhone XR, mas sem nenhum iPhone 9 ou 8s no meio do caminho.

Mesmo que a empresa siga a estrutura dos modelos lançados em 2019 – iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max -, é improvável que o dispositivo receba o nome de iPhone 12, já que é uma versão aprimorada de modelos mais antigos, e não uma versão aprimorada do último padrão. Ao nomear o novo celular de iPhone, a empresa evita confundir os consumidores e não atrapalha a estrutura estabelecida no último ano.

Outras informações, reveladas ainda em 2019, sugerem que esse celular deve ser o mais acessível lançado pela empresa até então. Outrossim, rumores também apontam que o tamanho do dispositivo terá 4,7 polegadas, o que indica que terá o mesmo tamanho do iPhone 7. Com isso, faz sentido a empresa ter disposto pelo nome mais simples – é uma tentativa de retornar ao que consideram uma vez que original.

Outrossim, a manadeira do rumor também informou que o novo celular terá dois modelos, com diferenças unicamente no armazenamento. O padrão de 64 gigabytes custará 399 dólares, enquanto o padrão de 128 GB custará 449 dólares. O evento deve ocorrer no final de março, dia 31 – o que pode ser prorrogado, devido aos problemas nas fábricas chinesas por conta do coronavírus.

Fonte: Revista Exame – Tecnologia